PRO
JE
TOS
PROJETOS
novo projeto
todos

Casa Delta

Essa casa de fim de semana foi projetada para um casal e seus três filhos jovens em um terreno com acentuado declive situado numa reserva de Mata Atlântica. O programa foi distribuído em níveis que se adaptam ao terreno e conformam um percurso interno que tem como ponto de partida a praça de acesso e como destino o terraço, de onde se avista o mar. O projeto apresenta uma setorização clara: o grande volume do primeiro pavimento, envelopado por uma pele em madeira, abriga as suítes dos filhos e hóspedes; o terraço abriga a suíte máster e áreas de convívio. Essa organização espacial flexibiliza o uso da residência, já que o terraço foi pensado como um pavilhão autônomo preparado para receber o casal, de modo que é possível manter fechado todo o primeiro pavimento no caso de uma viagem a dois. Há o desejo de conferir certa ambiguidade aos espaços, diluindo os limites entre o ?dentro? e o ?fora?. No térreo, o amplo hall de entrada permite que o paisagismo invada a escada como um gesto que põe em questão as fronteiras entre interior e exterior. No terraço, a abertura dos grandes planos de vidro proporciona total integração com a área externa de onde se vê o mar e as copas das árvores. Assim, é possível ampliar a experiência de habitar, utilizando tanto estratégias que protegem o abrigo construído, quanto as que tornam possível que o morador usufrua a vivência integrada à natureza existente.

Casa Delta

Essa casa de fim de semana foi projetada para um casal e seus três filhos jovens em um terreno com acentuado declive situado numa reserva de Mata Atlântica. O programa foi distribuído em níveis que se adaptam ao terreno e conformam um percurso interno que tem como ponto de partida a praça de acesso e como destino o terraço, de onde se avista o mar. O projeto apresenta uma setorização clara: o grande volume do primeiro pavimento, envelopado por uma pele em madeira, abriga as suítes dos filhos e hóspedes; o terraço abriga a suíte máster e áreas de convívio. Essa organização espacial flexibiliza o uso da residência, já que o terraço foi pensado como um pavilhão autônomo preparado para receber o casal, de modo que é possível manter fechado todo o primeiro pavimento no caso de uma viagem a dois. Há o desejo de conferir certa ambiguidade aos espaços, diluindo os limites entre o ?dentro? e o ?fora?. No térreo, o amplo hall de entrada permite que o paisagismo invada a escada como um gesto que põe em questão as fronteiras entre interior e exterior. No terraço, a abertura dos grandes planos de vidro proporciona total integração com a área externa de onde se vê o mar e as copas das árvores. Assim, é possível ampliar a experiência de habitar, utilizando tanto estratégias que protegem o abrigo construído, quanto as que tornam possível que o morador usufrua a vivência integrada à natureza existente.
CONTATO

rua tabapuã, 479 - cj. 62
04533-001 – são paulo/sp • brazil
contact@builtbybrazil.com.br
+55 11 3186.4982

e-mail incorreto
e-mail cadastrado